ago 232010
 

Quem nunca ouviu Ennio Morricone? Quem nunca se emocionou com suas músicas? Mesmo que você não associe o nome à música, certamente irá se lembrar da música de “Cinema Paradiso”, de “A missão”, dos “Intocáveis” ou ainda de faroestes como “Era uma vez no oeste”. Este italiano de 82 anos, ativo até hoje, já compôs músicas para uma assombrosa quantidade de filmes: o IMDB lista 490 filmes, de 1959 até hoje. É um gigante da história do cinema. Foi nomeado para cinco Oscars mas não ganhou nenhum deles. Somente em 2007 a academia decidiu reparar o erro e concedeu um Oscar honorário por sua imensa contribuição à música de cinema. Clint Eastwood foi escolhido para entregar o prêmio em memória dos grandes faroestes do diretor Sérgio Leone estrelados por ele com a trilha sonora de Morricone.

Antes de vermos o Ennio Morricone regendo sua orquestra, gostaria que vocês vissem primeiro este vídeo. Um ensemble de 12 violoncelos da Filarmônica de Berlim, tocando “Man with Harmonica“, de Era Uma Vez no Oeste (quem assistiu o filme irá se lembrar desta música, o misterioso personagem de Charles Bronson tocando uma harmônica). É absolutamente fantástico!

E aqui está o grande Ennio Morricone, por ele mesmo, regendo suas músicas maravilhosas:

Tema de Amor de Cinema Paradiso

 

Cinema Paradiso (tema principal)

 

Os Intocáveis

 

On Earth as it is in Heaven, de A Missão

 

A Missão – Gabriel’s Oboe

 

Estasi dell’Oro, de O Bom, o Mau e o Feio

 

O Bom, o Mau e o Feio

 

A lenda do pianista no oceano

 

Pecados de Guerra

 

1900

 

Artigos relacionados:

  5 Comentários para “Ennio Morricone: a música para o cinema”

Comentários (5)
  1. ele é com certeza um enorme artista e suas musicas belas e inesquecívies

  2. um monstro sagrado da musica, simplismente fantastico

  3. Em uma entrevista para a revista Studio(85),indagaram Ennio Morricone o motivo de recorrer tanto a “voz” em seus diversos trabalhos para o Cinema,no que respondeu:”a voz do homem é o instrumento mais bonito,o mais perfeito,porque vem das profundezas de nosso corpo,é um pouco do rumor de um corpo,é mesmo o som arrancado da vida. Com a voz,não existe a mediação do instrumento, é o som diretamente enraizado nas nossas entranhas”. Esta explanação revela minha admiração pelo grande compositor italiano Ennio Morricone. Recentemente Morricone recebeu o “Prêmio Nobel da Música”. Marcos Maurício Mendes(BH).

  4. otima coletania tambem Ennio Morricone dispensa comentarios

  5. Site ótimo! Um verdadeiro achado. Parabéns, pelo conteúdo…diagramação…
    Voltarei e indicarei.

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>