out 192010
 
O Guardador de Rebanhos

XXV

As bolas de sabão que esta criança
Se entretém a largar de uma palhinha
São translucidamente uma filosofia toda.
Claras, inúteis e passageiras como a Natureza,
Amigas dos olhos como as cousas,
São aquilo que são
Com uma precisão redondinha e aérea,
E ninguém, nem mesmo a criança que as deixa,
Pretende que elas são mais do que parecem ser.

Algumas mal se vêem no ar lúcido.
São como a brisa que passa e mal toca nas flores
E que só sabemos que passa
Porque qualquer cousa se aligeira em nós
E aceita tudo mais nitidamente.

*Alberto Caeiro é um heterônimo de Fernando Pessoa

Artigos relacionados:

  3 Comentários para “Alberto Caeiro – O Guardador de Rebanhos [XXV]”

Comentários (3)
  1. Pessoa é sempre profundo e capaz de nos trazer o óbvio oculto.

    Não sei se é misturar muito popular com clássico, mas me dei conta disso agora e achei legal, se não se importam: acho que o grito de guerra da torcida do West Ham United tem relação semântica com esse texto do Fernando Pessoa:
    I’m forever blowing bubbles,
    pretty bubbles in the air
    They fly so high, nearly reach the sky
    And like my dreams they fade and die
    Fortune’s always hiding,
    I’ve looked everywhere
    I’m forever blowing bubbles,
    pretty bubbles in the air
    United! United!

    A cultura popular tb é cheia de pérolas, vale a pena observar com atenção…

  2. Essa exposição é uma daquelas que não se pode perder nunca na vida! É emocionante, forte e profunda… Bom, eu amo o Pessoa e o Caeiro é o que se aproxima mais de mim.
    Vale muito a pena mesmo!

  3. Muito bom! Vi na mostra dele na Luz que o próprio Pessoa se considerava um guardador de rebanhos; sendo esses os seus pensamentos, sempre plurais e expsansivos….

    Essa mostra é lá no Museu da Língua Portuguesa, na Estação da Luz aqui em SP. Chama Plural Como o Universo. Fui lá ver, e vale muito a pena!

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>