fev 252011
 

A arte de perder

“A arte de perder não é nenhum mistério;
Tantas coisas contêm em si o acidente
De perdê-las, que perder não é nada sério.

Perca um pouquinho a cada dia. Aceite, austero,
A chave perdida, a hora gasta bestamente.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Depois perca mais rápido, com mais critério:
Lugares, nomes, a escala subseqüente
Da viagem não feita. Nada disso é sério.

Perdi o relógio de mamãe. Ah! E nem quero
Lembrar a perda de três casas excelentes.
A arte de perder não é nenhum mistério.

Perdi duas cidades lindas. E um império
Que era meu, dois rios, e mais um continente.
Tenho saudade deles. Mas não é nada sério.

– Mesmo perder você (a voz, o riso etéreo
que eu amo) não muda nada. Pois é evidente
que a arte de perder não chega a ser mistério
por muito que pareça (Escreve!) muito sério. ”

Elisabeth Bishop

Tradução de Paulo Henriques Britto

 

No original:

One Art

The art of losing isn’t hard to master;
so many things seem filled with the intent
to be lost that their loss is no disaster.

Lose something every day. Accept the fluster
of lost door keys, the hour badly spent.
The art of losing isn’t hard to master.

Then practice losing farther, losing faster:
places, and names, and where it was you meant
to travel. None of these will bring disaster.

I lost my mother’s watch. And look! my last, or
next-to-last, of three loved houses went.
The art of losing isn’t hard to master.

I lost two cities, lovely ones. And, vaster,
some realms I owned, two rivers, a continent.
I miss them, but it wasn’t a disaster.

-Even losing you (the joking voice, a gesture
I love) I shan’t have lied. It’s evident
the art of losing’s not too hard to master
though it may look like (Write it!) like disaster.

Elisabeth Bishop

Artigos relacionados:

  8 Comentários para “Elisabeth Bishop: A arte de Perder”

Comentários (7) Pingbacks (1)
  1. Ninguém gosta de perder né , embora isso faça parte da vida é muito difícil aceitar as perdas. Mas tudo é cíclico , perdemos aqui mas ganhamos ali …. Ficamos tão apegados em não perder que não nos atentamos que quando perdemos também ganhamos , ganhamos experiência , ganhamos sabedoria , ganhamos auto conhecimento ….
    As vezes nos perdemos até de nós mesmos, mas como diz Nietzsche “é preciso saber, de tempo em tempo perder-se – e depois reencontrar-se” ….
    Realmente um antídoto a ansiedade !!

  2. Que poema lindo, realmente é um antídoto a ansiedade !! Ninguém gosta de perder né , embora isso faça parte da vida é muito difícil aceitar as perdas. Mas tudo é cíclico , perdemos aqui mas ganhamos ali …. Ficamos tão apegados em não perder que não nos atentamos que quando perdemos também ganhamos , ganhamos experiência , ganhamos sabedoria , ganhamos auto conhecimento ….
    As vezes nos perdemos até de nós mesmos, mas como diz Nietzsche “é preciso saber, de tempo em tempo perder-se – e depois reencontrar-se” ….

  3. Nossa, que momento para ler um poema desse ! Tantas perdas eu tive, e agora parece que me aconteceu a mais triste de todas. Ai me vem esse poema,como que uma voz de Deus, me consolar, me animar, e me fazer voltar a realidade apos dias de depressao. E isso, de fato, o poema desdramatiza essa sensacao de perda. Amei.

  4. O poema é lindo.! Perder coisas, para mim realmente, não chega ser um desastre. perder auguem que se ama: aí sim é um verdadeiro desastre! Elizabeth Bishop,perdeu muito mais do que coisas.Perdeu o seu grande amor! Porém esta grande poeta, tímida,envergonhada, amou este País do jeito que era . todo bagunçado. quando mais jovem, houvi comentários, sobre essas duas mulheres incríveis. não dei muita importância na época. Agora lendo a história das duas,sinto-me comovida!. Gosto de poemas e estou lendo, Poemas escolhidos! muito bom!

  5. O poema é um antídoto à ansiedade. Não convivemos bem com a perda, apesar de fazer parte da vida. O poema desdramatiza o fato de perder.

  6. O poema é um antídoto à ansiedade. Não convivemos bem com a perda, apesar de fazer parte da vida e isto gera sentimentos de baixa valia. PERDER É UMA REALIDADE.

  7. poema

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>