mar 172011
 

Há notícias boas que às vezes nos chegam por e-meios inesperados. E assim foi receber o email de uma pianista e compositora (e conterrânea), Maria Inês Guimarães.

A música que você está começando a ouvir (ligue o som!) é o Choro nº 5 – Alma Brasileira, de Villa Lobos, em uma interpretação de enlevar a alma brasileira e estrangeira. Eu cai para trás quando ouvi.

Ela vive há um longo tempo na França – em 1996 ela já defendia sua tese de doutorado de musicologia na Sorbonne – e lá construiu sua carreira de musicista, musicóloga e pedagoga. Com 10 CDs de alta qualidade gravados e lançados por selos europeus, vem fazendo um belo trabalho de divulgação da música brasileira na Europa. É fundadora do Centro Euro-brasileiro de Música (Cebramusik) e atualmente ela é presidente do “Club du Choro de Paris”.

Em 1986 criou o grupo “Ilustrando o Choro” composto de piano, flauta, percussão, bateria e baixo. Em 2004 formou o Duo Asymétrie com a percussionista brasileira Brenda Ohana e em 2007 ela criou um grupo para aliar música brasileira e improvisação livre que se transformou em um Quarteto com Bruno Wilhelm, Paul Mindy et Dominique Muzeau.

Com formação inicialmente clássica e posteriormente no improviso livre e no jazz ela mergulhou profundamente no universo da música nativa e buscou a mais pura raiz brasileira. A impressão que eu tenho das composições que ouvi, é que ela bebeu da mesma fonte onde Villa Lobos buscou sua inspiração. De alguma forma ao ouvir sua música, eu ouço também um pouco da história do Brasil.

Isso é apenas uma breve introdução para compartilhar com vocês o trabalho impressionante dessa musicista que doravante será também uma ilustre colaboradora do Entre Culturas, direto da França!

Ouça a altíssima qualidade artística de suas composições. Esta música é Axuí, do CD homônimo, de 2004, com o grupo “Ilustrando o Choro”:

Dia 25 de Março agora ela fará uma apresentação na Maison du Brésil em Paris, com seu quarteto, junto com outros 2 grupos no Sétimo Festival de Choro de Paris. Eis uma amostra musical próxima do que os parisienses irão ouvir. Clique no player abaixo para ouvir “Sax Soprano Magoado”, com o grupo de Maria Inês Guimarães:

A Maria Inês me mandou o cartaz do festival e uma explicação sobre ele.

VII FESTIVAL INTERNACIONAL DE CHORO DE PARIS, 25 MARÇO 2011

“Organizado pelo Club du Choro de Paris este festival e uma das atividades mais importantes da entidade e tem como objetivo apresentar o Choro em concerto: este gênero essencial da música popular brasileira e divulgado durante todo o ano pela entidade na europa e notadamente na França.

O Festival oferecerá ao público a oportunidade de continuar a descobrir essa música, com três concertos, rodas e oficinas. Uma programação ecléctica apresentará as diversas correntes, do tradicional ao moderno.”

PROGRAMA

Orquestra dos alunos do Clube, dirigida por Marcelo Chiaretti e Fernando Cavaco.

Brazz, grupo formado de ex-alunos do clube tocam Choro com uma pitada de jazz com Romaric Audigier (acordeon), Matthieu Faessel (saxophone soprano), Julie Ho (pandeiro), Paul Oxby (contrabaixo) et Julien Hamard (cavaquinho).

Maria Inês Quarteto : Choro e improvisação com Maria Inês Guimarães (piano), Bruno Wilhelm (saxophones), Paul Mindy (percussões, voz e flauta), Dominique Muzeau (baixo).

E aqui uma amostra em vídeo do Ensemble Club du Choro de Paris, dirigido por Marcelo Chiaretti e Fernando Cavaco, para se ter uma idéia do que vai rolar neste super festival. A música é “Rio Antigo”, de Altamiro Carrilho. Olha que interessante!

Mais informações sobre Maria Inês e o Club du Choro de Paris nos sites:

http://www.myspace.com/mariainesguimaraes
http://clubduchorodeparis.free.fr/

 

Discografia de Maria Inês Guimarães:
  • Alma Brasileira (Vibrato Musique, 1993) considerado pelo jornal “O Globo” como destaque do ano em 1993;
  • Alberto Nepomuceno – piano works (Marco Polo, 1994)
  • Henrique Oswald – piano works (Marco Polo, 1995);
  • Fronteras latinas com a fagotista Argentina Andrea Merenzon (Irco-Cosentino, 1997).
  • Dominica in Palmis, 1782 de Lobo de Mesquita foi lançado na França sob sua direção musicológica. (LNT, 2000)
  • Saudades das Selvas Brasileiras com obras de Villa-Lobos (Pavane, 2000).
  • Danses et oiseaux du Brésil com composições de Maria Inês saiu em 2003 pela editora francesa Billaudot acompanhado de dois albuns do mesmo nome com as partituras.
  • Axuí-Ilustrando o Choro (Integral world, 2004)
  • Contrepoint: Villa-Lobos, Kurtág (Integral classic, 2006).
  • Primavera: composições próprias, choros tradicionais, improvisação (Integral classic, dezembro 2009).

Artigos relacionados:

  7 Comentários para “Maria Inês Guimarães e o Club du Choro de Paris”

Comentários (7)
  1. Parabéns Maria Inês, sua música e interpretação emociona!
    Obrigada

  2. Querida Maria Inês,
    Como percebi que é possível manter contato com você através desse canal, espero resposta e é com muita alegria que tenho notícias de seu glorioso trabalho.
    Você continua essa pessoa super dedicada, profssional e capaz. Parabéns!
    Maria Inês, acho que deve estar sabendo do nosso próximo encontro de 30 anos de Odontologia da turma de 81. Estamos buscando o maior número de colegas e com certeza será uma grande alegria poder contar com sua presença. Temos confirmação de vários colegas que não estiveram nos outros mas com certeza virão para esse. Estamos todos muito empenhados e entusiasmados para realização do mesmo. Será uma grande satisfação se pudermos contar com sua presença.
    Creio que esse evento será ainda melhor pelo tempo e o número de colegas que conseguimos contato.
    Escolhemos dias 12 e 13 de novembro de 2011 para o evento.
    Entre em contato comigo pelo meu e-mail e se preferir posso lhe enviar os e-mails da Rose Amorim , Maurício Ferreia e outros que fizeram parte da comissao de festa da nossa turma. Se possível, peço a delicadeza de enviar seu e-mail.
    Abraços,
    Mafalda Solange.
    candinha044@hotmail.com

  3. Oi, Luís!

    Adorei ver a Maria Inês aqui no “entreculturas”. Tenho a certeza de que será uma parceria enriquecedora.
    Maria Inês é uma daquelas pessoas especiais que se destacam entre milhares sem fazer muito esforço.
    Tive o privilégio de estudar com ela na Uniube onde nos formamos em Odontologia.
    Como eu, penso que Maria Inês também não nasceu prá ser dentista. Aliás, até hoje não sei o porquê da escolha pela Odontologia, pois assim como foi a 1ª colocada naquele vestibular, tenho a certeza de que teria passado em qualquer outro vestibular que almejasse.
    Só que ela não hesitou em ir além e, numa época em que poucos ousavam fazer a vida em Paris, partiu rumo à capital francesa e lá desenhou uma trajetória brilhante e gloriosa naquilo que escolheu para dedicar o seu talento: la musique.
    Infelizmente perdi o contato com ela e espero agora poder usar esse canal para resgatar a nossa amizade.
    Abraço!
    Mazé

  4. Maria Inês

    Prazer em lhe falar!
    Sou Reco do Bandolim, jornalista e, há 17 anos, Presidente do Clube do Choro de Brasília, que agora passa a Clube do Choro do BRASIL, além de fundador da primeira Escola Brasileira de Choro, Raphael Rabello.
    Nos falamos faz dois anos, aproximadamente, sobre uma possível apresentação em Paris do grupo Reco do Bandolim e Choro Livre e a propósito de uma possível vinda sua ao nosso Clube.
    Nossa Sede nova acaba de ficar pronta, com projeto de Oscar Niemeyer. Vamos inaugurá-la no mês de maio próximo. Peço a delicadeza de dar uma lida nessa matéria publicada no site Oficial do MINC com a chegada da nova Ministra da Cultura do Brasil e que dá uma idéia daquilo que vimos realizando à frente do Clube e Escola.
    http://www.cultura.gov.br/site/2011/01/07/clube-do-choro-de-brasilia/.
    Dia 7 estaremos partindo para a China (Pequim e Shangai), acompanhando a comitiva de nossa Presidente Dilma, onde faremos palestras e concertos.
    Bem. Dia 17 seguiremos para Paris afim de dar uma relaxada. E, onde não temos compromisso. Ficaremos até o dia 21.
    Podemos organizar uma apresentação no Clube do Choro de Paris? O que você acha da idéia?
    Peço a delicadeza de responder com a possível urgência por motivo de agenda.
    Cordialmente
    Reco do Bandolim
    recodobandolim@gmail.com
    (61) 9221 7735
    (61) 3273 9468 residência
    (61) 3327 9013 escritório

    • Caro Henrique, bem vindo ao Entre Culturas. Repassei seu comentário diretamente ao email da Maria Inês a fim de que você tenha a resposta mais rápido.
      Abraços, Luigi

  5. Que bom que vc escreveu sobre a Maria Inês, uma das bravas da gente brasileira. Ela parece estar diversificando muito sua composição e é uma trabalhadora da música em tempo integral. Fico contente de conhecê-la e de vê-la aqui no site.

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>