ago 232011
 
Texto e fotos de Luigi Rotelli

Até agora estudamos formas básicas de composição que lidam com a distribuição de volumes - como a proporção dos terços e a razão áurea - e outras que, dependendo da situação, funcionam melhor, seja posicionando o assunto principal radicalmente fora de centro, seja colocando-o exatamente no centro.

Conforme vocês começarão a perceber a partir de agora, há elementos de composição que tem um peso consideravelmente maior no resultado final.

Foto do caminho da entrada de um hotel de montanha próximo a Lucerna, na Suiça. O pergolado é o elemento principal da composição, pois suas linhas formam uma persceptiva, aprofundando-se na imagem. O bonito contraste de cores entre o vermelho da trepadeira e o verde ao fundo, ambos saturados pelo filtro polarizador, é o outro elemento importante de composição da imagem. Em uma foto com elementos poderosos como esses, as proporções são irrelevantes.

Um dos mais poderosos elementos de composição na fotografia são as linhas; especialmente linhas de fuga, que criam uma perspectiva.

Nessa aula você irá aprender a buscar perspectivas. E o melhor exercício para isso está nas fotos de paisagens. Desde que há pouca possibilidade do fotógrafo intervir na paisagem – não tem como mudar uma montanha de lugar, nem prédios ou árvores – a chave para fotografar paisagens é prospectar, descobrir detalhes interessantes, observar como os elementos estão arranjados. E então as linhas, curvas, padrões, texturas e cores vão se revelando ao olhar cuidadoso.

Lembre-se que a fotografia é uma representação tridimensional em uma superfície bidimensional. Pense no plano da imagem como uma foto em papel.

A grosso modo podemos dividir as linhas em dois tipos, conforme sua orientação em relação ao plano da imagem: linhas paralelas e linhas inclinadas em relação ao plano da imagem (que parecem entrar para dentro do plano).

Linhas paralelas ao plano da imagem

As linhas horizontais, verticais ou diagonais que estão paralelas ao plano da fotografia não formam perspectivas.

Uma das mais fortes e certamente a mais presente na fotografia é a linha do horizonte, com a qual nós devemos sempre nos preocupar, pois ela tem impacto até nas fotos mais comuns que tiramos de nossos parentes e amigos – por exemplo, se a linha do horizonte passar no rumo do pescoço da pessoa, causará a impressão de que está cortando a cabeça.

Porque ela surge dividindo massas de terra, água e ar, a linha do horizonte é  mais afeita às proporções. Já aprendemos como resolver a linha do horizonte nas aulas anteriores.

Linhas diagonais são mais expressivas e tem um efeito forte sobre a composição porque elas produzem variação na imagem – não são monótonas como as linhas horizontais ou verticais.

Elas ficam ainda mais especiais quando convergem para um assunto. O esquema ao lado mostra linhas diagonais formando triângulos e reproduz exatamente as linhas da foto abaixo.

Esse é um pé de pêra. Pra mim foi uma baita novidade. Lá em Minas eu era mais conhecedor de pé de jabuticaba, manga e goiaba.

Esse lugar fica a 20 km de Lucerna e é lindíssimo. Tirei boas fotos da família lá. Outro exemplo bem parecido em Interlaken, uma cidadezinha na região dos alpes da Suiça. Repare que as linhas diagonais formam triângulos interessantes e são paralelas ao plano, não formam ângulo com o plano da foto e portanto não formam, por si só, uma perspectiva.

As linhas da montanha e o rico contraste de cores quentes e frias formam uma composição agradável. A perspectiva aqui não é feita pelas linhas, porque estão paralelas ao plano. Apenas o efeito atmosférico de esfriamento das cores, que tendem ao azul, é quem sugere a distância. Foto em Interlaken, Suiça.

Linhas inclinadas em relação ao plano da imagem

As linhas inclinadas em relação ao plano são chamadas de linhas de fuga. No desenho de perspectiva, são linhas que reproduzem o efeito de profundidade convergindo para um ponto distante, dentro da imagem, chamado de ponto de fuga. As linhas de fuga dão a sensação de tridimensionalidade  e são elementos muito fortes na imagem. Elas podem ser reais, como as linhas da estrada e dos prédios, ou imaginárias (projeção), como as linhas da base e da copa das árvores.

Ponto de fuga (PF) é o ponto imaginário de intersecção das linhas de fuga com a linha do horizonte (LH), para onde todas as linhas paralelas convergem, quando vistas em perspectiva.  Ele marca a direção para onde os objetos se aprofundam e, por conseguinte, o ponto de vista do fotógrafo.

Mas mesmo na ausência de linhas de fuga, a perspectiva pode ser formada por outros elementos que dão a ilusão de profundidade. São eles:

  • O efeito atmosférico de esfriamento de cores (tendem ao azul, como na foto de Interlaken acima);
  • A perda de contraste  (as cores vão esmaecendo com a distância, por causa da atmosfera);
  • A luz lateral que enfatiza relevos, com sombras longas, criando a sensação de profundidade.

O hotel onde tirei as fotos acima. Aqui não há nenhuma linha de fuga. Mas há uma ilusão de profundidade formada por dois dos elementos descritos acima: a perda de contraste – cores vão esmaecendo com a distância – e a luz lateral no gramado forma um relevo perfeitamente tridimensional com longas sombras de árvores.

Pintores sabem de tudo de perspectiva em detalhes e quem cai direto na fotografia sem passar pela pintura ou desenho, como foi o meu caso, demora um pouco para perceber.

As linhas de fuga e o ponto de fuga estão bem evidentes nessa foto do Parque Orangerie, em Estrasburgo, França, em pleno outono:

E nessa foto de Veneza também:

Em fotos urbanas as linhas retas são mais comuns. Na natureza, quase tudo é curvo.

Vista do Arco do Triufo em direção a La Defense.

Estou ilustrando essa aula com fotos que eu tirei como turista, ou seja, sem muito apuro ou esmero e sem escolher a melhor posição, pois eu não estava ali para fotografar e sim acompanhado da família, passeando, apenas com uma câmera na mão. Mas valem como um exemplo do poder das linhas de perspectivas: mesmo fotos de turista podem ficar bonitas. São fotos de diversos lugares, selecionadas de acordo com uma única coisa em comum: as linhas – retas ou curvas – de perspectiva.

As linhas curvas são bem mais ricas em variação que as retas e, portanto, produzem resultados mais graciososos. As fotos a seguir foram de cima da torre Eiffel – a verdadeira torre de Babel, visitada por turistas do mundo inteiro. Lá você ouve ao mesmo tempo uma grande profusão de idiomas. Abaixo, a cidade mágica se descortina aos olhos:

O sol baixo no horizonte enfatiza relevos, torna mais evidentes as linhas do urbanismo. Do alto da torre Eifel, eu busquei as curvas.

Eu adoro curvas. Procuro sempre elas no enquadramento, como nas fotos abaixo, tiradas na Villa del Balbianello, no Lago de Como, na Itália. O jardim é todo feito em curvas e as linhas de fuga (ou seriam curvas de fuga?) conduzem os olhos para o lago:

O tempo estava chuvoso e eu aproveitei o baixo contraste de luz. Usei um filtro polarizador para eliminar os reflexos das folhas molhadas e da água a fim de aumentar a saturação do verde da vegetação e do azul do lago. Medição básica de luz pontual no verde, checada de vez em quando no histograma da câmera, sem grandes alterações porque a luz estava estável.

Curvas em S são ainda mais especiais que as curvas normais.

Várias linhas retas, em diferentes patamares, cada uma levando a uma estátua em uma perspectiva bem diferente neste outro fantástico jardim no Lago Maggiore, na Itália:

Eu gostei muito dessa foto em Isola Bella – Lago Maggiore, IT

Voltando à Suiça, em Lucerna, eu arrisquei algumas fotos em preto e branco:

Longas linhas de fuga com uma charmosa curvinha depois da torre.

Do alto da roda gigante, em Zurich, balançando, câmera na mão, com asa 1600:

As linhas do rio aprofundam a vista na cidade. Sem essas linhas (ou melhor, esse plano, porque o rio inteiro serve como condutor da perspectiva) a foto iria ficar sem graça, só com telhados.

Da janela de um trem em movimento, subindo a montanha Jungfraujoch, na Suiça:

Curva em S de novo.

As linhas estão por toda a parte. Até nas fotos macros, como dessa flor no alto da Serra da Canastra, em Minas Gerais, minha terra natal. Observe essa sempre-viva. De longe, as linhas não são nada relevantes:

Mas de perto, as linhas de fuga aparecem com bastante tridimensionalidade:

E aqui, bem de pertinho, as linhas quase evanescentes, com essas micro florzinhas na ponta, olha que beleza:

Perspectiva é também o que a fotografia lhe traz: novas maneiras de enxergar o mundo, perceber detalhes, nuances de luz, cores e texturas, depurar sua visão e lhe trazer poesia. O que mais esperar da fotografia?

Cadastre seu email para receber notícias das próximas aulas:

 

Artigos relacionados:

  47 Comentários para “Curso de Fotografia: Aula 7 – Linhas de Fuga e Perspectivas”

Comentários (46) Pingbacks (1)
  1. Parabéns.. excelente trabalho e o curso ajudou muito…. Adoraria ver outros cursos parecidos com esse.

  2. Olá,

    Gostei do curso e gostaria de ver todas as outtras aulas, mas fui cadastrar meu e-mail mas não aceita. Me direciona para outra página: http://ymlp.com/subscribe.php?id=gewhhuqgmgy

    Atenciosamente,
    Willys

  3. As linhas horizontais sao sempre inspiradoras para uma boa foto.

  4. Só tenho a agradecer e gratificar a Deus por me ter dado paciência até achar este lugar e esta pessoa. Há muito que procurava por um conteúdo mais sólido quanto este! Salve!

  5. Só tenho a agradecer e gratificar a Deus por me ter dado paciência até achar este lugar e esta pessoa. Há muito que procurava um conteúdo mais sólido quanto este! Salve!

  6. Excelente conteúdo! Obrigado por compartilhar.

    Absorvi as 7 aulas, numa só tacada. :)

  7. Olá Luigi,
    Estou começando a fotografar, lendo livros, estudando e quem sabe faça um curso até o final do ano, comecei com uma Canon digital compacta (pura curiosidade) e hoje estou com uma NikonD3100. Queria lhe parabenizar pelas belíssimas fotos e pelas aulas de fotografia, são estimulantes e me incentivam a querer aprender mais sobre esta arte tão linda.

  8. Olá!
    Gostaria de saber como colocar essas técnicas de composição e qual seria a mais indicada para fotos de shows, ou melhor em fotos de palco onde existe muita iluminação artificial e muita movimentação dos artistas/cantores e músicos!

  9. Luigi,

    Estava navegando pela web em busca de informações sobre melhores equipamentos para fotogravar interiores, algo que hoje é fundamental em uma de minhas atividades ( corretagem de imóveis), e me deparei com seu artigo sobre as Dslrs e a evolução tecnologica das mirrorless, achei maravilhosamente didático.

    Encontrei tambem varias aulas com conteudo de qulalidade emuito bem estruturado. Parabens pelo seu trabalho, por sua dedicação e desprendimento ao dedicar tempo e esforço para difundir informação de qualidade a todos os amantes e entusiastas da fotografia. Seu site possui um conteudo muito rico e logicamente para produzir tudo isto, certamente ha muito tempo envolvido em pesquisa, creio que o público pagaria para ter acesso a todas essa riqueza em conhecimento que vc proporciona a todos os seus leitores. Mais uma vez, parabéns por todo seu trabalho maravilhoso!

  10. Parabéns Luigi, venho há algum tempo acompanhando aulas pela net, mas as suas realmente são únicas, ímpar, pois está sendo muito fácil a assimilação. Tb sou iniciante, comecei com uma Sony h50, passei por uma nikon D5100 e agora estou na Nikon D7100 com mais facilidade e rapidez nos comandos de controle. Participei de uma exposição (surpreso) pois a meu ver só tinha “feras”. Mas estou aprendendo que em fotografia qto mais se aprende, mais temos a aprender !
    Abração e muito obrigado pela simplicidade e vontade de transmitir seus valiosos conhecimentos!

  11. Li todo o curso e adorei. Espero ver mais. Obrigado!

  12. Belas fotos.
    Se puder me ajudar, me tire uma dúvida: Sempre que estou em lugares altos e tiro foto de paisagem com uma longa distância, as fotos vão ficando esbranquiçadas do meio pro fim (olhando de baixo pra cima). Como evitar isso?

    • Thiago,
      Provavelmente você deve estar se referindo ao efeito atmosférico normal de diminuição de contraste em longas distâncias. Esse efeito é aumentado por poeira no ar. Se for isso não há muito o que fazer. Filtro UV em tese aumenta o contraste em caso de haze (névoa seca), mas não é algo muito visível.
      Agora se você está falando de esbranquiçado por excesso de luz do céu em relação à terra, um filtro polarizador irá escurecer o céu e equilibrar o excesso de luz do céu.

  13. Olá Luigi, olha já li muitos livros de fotografia, mas o tipo de abordagem que usa no seu site nunca tinha visto, especialmente quando trata dos assuntos proporção dos terços, razão áurea, linhas de fuga, descentralização. Tirou todas minhas dúvidas. Está de parabéns Luigi, continue escrevendo, e pense na possibilidade de lançar um livro, você realmente vai fundo no tema, não passa só por cima como muitos e muitos autores. Adorei.

  14. Adorei tudo, muito esclarecedor, irei ler e reler e dentar incorporar nas futuras fotos por mim tiradas na Nex 5n que possuo, não sou fotografo, mas sim um tirador de fotos que gostaria de agregar um pouco de graça, charme, poesia, historia, arte, não muita tristeza.
    Luigi, falando em tristeza, vejo que esta matéria foi publicada em 23/08/11 estamos em 22/12/12, até então não houve mais continuidade, sou apreciador de sua narrativa, exemplos, amostras.., foi e será de grande valia. OBRIGADO.
    Caso haja novas aulas, matéria impressa ou mesmo eletrônica que possibilite baixar via download com algum custo não deixe de me avisar, estou ansioso por um retorno.
    Novamente MUITO OBRIGADO.

    • Olá Rudnauer,
      Este ano não consegui me dedicar ao Entre Culturas como gostaria, mas estou me organizando para começar bem em 2013.
      Abraços,
      Luigi

      • Faço destas, as minhas palavras. Também espero, ansiosamente, a continuidade das aulas. Muito bom para amantes de fotografia, como eu. parabéns pelo conteúdo todo. Tão exemplificado e enriquecedor!

  15. Fica mesmo o gostimho de quero mais. Devorei os cursos em um dia inteiro. Devo reler várias vezes, tão esclarecedor. Obrigada, sempre!

  16. Prezado Professor Luigi (permita-me chamá-lo assim),
    Terminei agora esse maravilhoso curso de fotografia que me trouxe muito prazer e conhecimento. Prazer pelas belas fotos e, conhecimento, por melhor entendê-las.
    Tomei a liberdade de noticiar no meu twitter o endereço do curso para que muitos mais possam ampliar ou mesmo recordar conhecimento.
    Sou das Minas Gerais, sua terra e de Sebastião Salgado, a quem também admiro e tenho em meus estudo.
    Um grande abraço, meus parabéns e continuarei vindo aqui em seu site, em busca de novos ensinamentos.

    • Prezado JB,
      Muito obrigado. Recebi também suas fotos no email e estão muito bonitas. Eu gostei muito dos comentários que você fez sobre cada uma das fotos. Elas carregam sentido, sentimentos e sua memória do local e isso é o que mais importa.
      Abraços,
      Luigi

  17. Luigi,
    Tem previsão da aula sobre a Linha da beleza?

    Todo o seu site é maravilhoso, mas o curso de fotografia é tão especial, que estamos com saudades.

    • Minha prioridade no momento é fazer essa aula. Tenho ficado realmente sem tempo, envolvido em muito trabalho, um tanto cansado de trabalhar de madrugada e absolutamente sem dinheiro para sair para fotografar.
      Por outro lado, quando comecei a preparar a “Linha da Beleza”, senti necessidade de me aprofundar mais para que a aula ficasse realmente especial. E fui longe, descobri alguns livros de filosofia da estética muito interessantes que me deram um entendimento mais profundo. O que era para ser uma única aula acabou se transformando em algo mais complexo, que dará material para 5 aulas distintas, inéditas, originais, não há nada parecido em livros de fotografia.
      Entretanto, essas aulas exigem um conhecimento prévio de luz e foco o que, por sua vez, pressupõe equipamentos. E por isso vou fazer uma ligeira mudança de percurso na programação. Estou nesse momento escrevendo o texto da próxima aula.
      Abraços, Luigi.

      • Luigi,
        Obrigado por além disso tudo se dispor a responder.
        Que tal cobrar por esse curso com tamanha profundidade. Talvez um curso grátis, mais light, para quem só quer ter uma idéia e outro pago com conteúdo mais profissional. Acho que a quantidade de pessoas que se interessariam permitiria que o custo fosse mais acessível e permitiria te remunerar, o que é absolutamente justo. Eu estou dentro em todas as situações.

      • Boa tarde Luigi, comprei uma camera fuji s2800hd sexta passada e desde lá venho buscando dicas,tutoriais,foruns e cursos sobre foto ,e hoje deparo com esse site , e fiquei encantado com a didatica que voce está usando.
        Estou ansioso para a proxima aula!
        O helio falou tudo, é absolutamente justo cobrar um valor.
        Um abraço
        André

  18. Parabéns pelo site e por este curso. Adoro fotografar e suas aulas além de informativas são um incentivo a aprender mais e mais. Abraços.

  19. Adorei, estou ansiosa pela próxima aula !

  20. Nossa, amei suas aulas! Muito bem explicadas e didáticas. Espero que tenhamos mais! Só uma crítica. É muito difícil ter que ler em fundo preto e fonte branca. Tirando isso, nota 10!

  21. Estou adorando as aulas, fiz agora pouco um curso de fotografia amadora e aprendi algums conceitos básicos, mas as suas aulas estao somando muito. Eu sou formado em desenho artistico, mas na fotografia tudo parece ser mais rápido, piscou perdeu!! ainda estou me acostumando com tudo isso, estou adorando, perero a próximas aulas. Ótimo site!!

    Wagner Rocha

  22. sou amadoríssima e estou adorando, procurei na internet por um curso de fotografia para aprender a sair do “automático” na minha Nikkon DF40 (comprei uma usada pra começar) e encontrei essa maravilha de site, estou ansiosa pelas aulas sobre os equipamentos. um abraço

  23. Sensacional!! Sensibilidade, arte, bom gosto, conhecimento… assim é como se pode começar a definir essas aulas. Li todas. Vou reler. Espero que venha mais logo pois, esse blog é um oasis e faz bem pra alma.
    Agradeço muito por você nos brindar com tanto talento.

    Abraço.

    Fausto

  24. Ao descobrir seu site com este ótimo curso de fotografia, numa sentada li o curso inteiro com muita curiosidade. Salvo no meus favoritos!…-Parabéns

  25. Olá, Luigi!
    Parabéns pelo site! Excelente material, diferente de tudo que vi na Internet relativo a cursos de fotografia! Mas fica o gostinho de “quero mais”!

  26. Luigi, o curso é ótimo. Concordo plenamente com quem te falou em colocar num livro!
    Belo trabalho. Mas deixa na gente um gostinho de quero mais… continua com a aula 8, a 9, a … 25… 31…45… Queremos mais aulas!!! Vai longe que a gente volta sempre aqui pra conferir.
    Um abraço e mais sucesso!

    • Olá Cristina,
      Obrigado pelo elogio. Às vezes fico sem tempo de escrever sobre fotografia porque tenho que cuidar do site inteiro, escrever sobre música, cinema, montar as matérias, é uma trabalheira danada. Mas estou com grandes planos para as próximas aulas. Abraços. Luigi.

  27. Parabens pelo site, fotos e pelas aulas!
    Estou aguardando sua aula sobre luz, tema que tenho dificuldade.

    • Olá Helena.
      Serão várias aulas sobre luz, mas antes vou ter que falar algo sobre equipamentos, pré-requisito para entender como trabalhar a luz.

  28. Parabéns. Gostei muito do seu site. Não deixe de postar essas belas aulas! (:

  29. Luigi,mais uma vez,parabéns pelas aulas.Todas essas linhas estão bem na nossa frente e não conseguimos percebê-las. Agora vou passar a enchergá-las e tentar melhorar as minhas fotos. Um abraço daqui do Sul de Minas Gerais!!!

  30. Estava em busca de informação sobre a proporção áurea e encontrei este seu maravilhoso curso de fotografia.
    Parabéns pelo excelente trabalho e pela capacidade de transmissão de conhecimento que demonstra.
    Obrigado!!!

  31. Luigi,

    Mais uma vez, obrigado por mais uma aula tão esclarecedora.

    Ainda vou ficar bom nisso…

    Renato

  32. Lindo, mais uma vez!!

  33. Gostei ! E este site e’ bem interessante. Ja’ recomendei a amigos e eu visito sempre. Abr.

  34. belas fotos, belo curso. parabens!!

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>