dez 262011
 
DE RERUM NATURA

Alheios ao destino
dos mortais

além das nuvens
claras e sombrias

vivem os deuses
raros nas alturas

livres de enganos
dores nostalgias

da morte vil
que aos poucos nos invade;

da chuva de átomos
em que se evade

indefinidamente
a natureza

em sua eterna
mas avara empresa

de reunir
os átomos-enxame

seguindo a força rude
do cliname,

compostos provisórios

que se desfazem
noutros repertórios:

estrelas, águas
nuvens, tempestades,

cristais, abelhas,
glórias ou cidades,

e flores, pedras
corpos, consciências

– figuram
como pálida aparência …

e acima desse
mundo sempre em guerra

acima
da miragem dessa terra

repousam
esquecidos nos meatos

mais livres
os celestes, mais beatos

Marco Lucchesi

[ in: Poemas reunidos]

Marco Lucchesi é poeta, tradutor e ensaista. Publicou, dentre outros livros, O sorriso do caos, Bizâncio (finalista do Prêmio Jabuti de poesia), Teatro alquímico ( Prêmio da Academia Mineira de Letras), Saudades do Paraíso, Poesie ( Prêmio Cilento), Viagem a Florença, A sombra do Amado, Poemas à noite ( Prêmio Paulo Ronai) e Os olhos do deserto. Desde março de 2011, ocupa a 15ª cadeira da Academia Brasileira de Letras, fundada pelo poeta Gonçalves Dias.

Artigos relacionados:

  2 Comentários para “Marco Lucchesi: De Rerum Natura”

Comentários (2)
  1. Ola…Meu nome é Cláudio, de Santos/SP. Sou professor de Biologia e Química. Acabei de assitir um dialogo entre você e o Carlos Nejar na Revista Literária. E como se eu não soubesse, foi uma verdadeira aula de sensibilidade e total profundidade, digamos, “Alquimica…!!!”
    Esta sendo um grande prazer ouvir classicos da música erudita aqui, e que tua mente continue sempre iluminada..OK
    Cláudio

  2. Quando se quer com vontade, encantramos”pérolas em forma de música” como as que estou ouvindo nesse momento…..Parabéns….!!!!
    Prof. Claudio

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>