dez 172011
 

Ligue o som, pois a música está começando. Esse ano escolhi para celebrar o Natal dois compositores barrocos, Johann Pachelbel (1653-1706) e Arcangelo Corelli (1653-1713), um alemão e outro italiano, contemporâneos, nascidos no mesmo ano.

A mais bela interpretação do Cânon em Ré Maior, do alemão Johann Pachelbel, na minha opinião é do ensemble italiano I Musici: uma interpretação contida, linda. Abaixo, está o belíssimo Poema de Natal, de Vinícius de Moraes, que pede uma leitura com o vagar necessário. São presentes que eles nos legaram para incontáveis natais.

Canon em Ré Maior – Johann Pachelbel (1653 – 1706)- I Musici di Roma

Poema De Natal

Para isso fomos feitos:
Para lembrar e ser lembrados
Para chorar e fazer chorar
Para enterrar os nossos mortos -
Por isso temos braços longos para os adeuses
Mãos para colher o que foi dado
Dedos para cavar a terra.

Assim será a nossa vida:
Uma tarde sempre a esquecer
Uma estrela a se apagar na treva
Um caminho entre dois túmulos -
Por isso precisamos velar
Falar baixo, pisar leve, ver
A noite dormir em silêncio.

Não há muito que dizer:
Uma canção sobre um berço
Um verso, talvez, de amor
Uma prece por quem se vai -
Mas que essa hora não esqueça
E por ela os nossos corações
Se deixem, graves e simples.

Pois para isso fomos feitos:
Para a esperança no milagre
Para a participação da poesia
Para ver a face da morte -
De repente nunca mais esperaremos…
Hoje a noite é jovem; da morte, apenas
Nascemos, imensamente.

Vinicius de Moraes

 

Artigos relacionados:

  5 Comentários para “Vinicius de Moraes: Poema de Natal”

Comentários (5)
  1. simplesmente…………magnifico !!

  2. Esta música não se toca o quanto se deve, é um tesouro, um bálsamo pro espírito. Luigi você me ajudou a respirar, a valorizar o tempo de passar e de parar por aqui. O Poema que é pleno, ganha em profundidade com sua proposta musical. Feliz ano novo!

  3. Lindo, humano, alentador.
    Alimenta a alma: a música, a poesia e a generosidade sua de partilhar conosco tamanha beleza.
    Obrigada
    Feliz Natal

  4. “Pois para isso fomos feitos:
    Para a esperança no milagre
    Para a participação da poesia…”

    Para você, Luigi, para você Adriana, irmãos que vivem o que sonhou Vinicius, e nos permitem participar da poesia em suas diferentes formas, a minha gratidão agasalhada em pensamentos bons que o Natal nos inspira. Entreculturas é uma dádiva!

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>