jun 162012
 

Dica de Alberto Sartorelli

Título Original– Sofies Verden
Lançado em – 1999
Gênero – Drama
Duração – 185 minutos (os 4 capítulos)
Diretora – Erik Gustavson
Atores – Silje Storstein, Tomas von Brömssen, Andrine Sæther, Bjørn Floberg, Edda Trandum Grjotheim
Países – Suécia, Noruega

O Mundo de Sofia (no original, Sofies Verden) é um filme sueco-norueguês, baseado no romance homônimo de grande sucesso escrito por Jostein Gaarder. É dividido em quatro capítulos, mas nos vídeos apresentados aqui, serão dois links, cada um com dois capítulos, legendados.

O Mundo de Sofia – 1ª Parte Completa

Sofia Amundsen era uma estudante, prestes a completar 15 anos, quando começou a receber correspondências com perguntas intrigantes. As correspondências foram se tornando frequentes, e Sofia se inquietando com as indagações. Aos poucos, o autor das cartas foi se revelando, apresentando-se como Alberto Knox. Sofia começou a receber então um curso de filosofia pelo correio, escrito – ou filmado – por Alberto.

A garota foi ficando cada vez mais confusa com a escassez de respostas e os mistérios que cercavam o tal Alberto. Descobre que um cão era quem entregava as correspondências, e seguiu-o, até uma cabana na floresta, em meio a um lago. Lá, finalmente conheceu Alberto, que levou-a – ou foi levado juntamente com ela – a um mundo onde não se distingue imaginação de realidade, uma viagem pela história, sempre buscando conhecer o pensamento de cada importante filósofo em seu tempo.

No decorrer da trama, Sofia e Alberto se veem dentro de uma história, escrita por um certo major, de nome Alberto Knag, como presente de aniversário para sua filha, Hilde. Sofia e Hilde tinham a mesma idade, e eram fisicamente parecidas. Então, através de um espelho, que funcionava como um obscuro portal, Alberto e Sofia tentam sair da ficção e se tornarem reais.

O Mundo de Sofia – 2ª Parte Completa

Muito criticado pela mídia especializada, por não ser fidedigno ao livro e pela superficialidade na abordagem do pensamento individual de cada filósofo – esta última crítica também feita ao romance – O Mundo de Sofia, na minha modesta opinião, é um dos filmes mais instigantes que já vi.

Reconheço a falta de profundidade filosófica no abordar de cada pensador tomado como referência, mas a obra não é um curso avançado de filosofia, e sim um convite a participar do prazer, da beleza e da sutileza que é a busca pela sabedoria. Um tratado existencial sobre a história da filosofia, não para ensinar, mas para incitar uma pesquisa, uma vida baseada no conhecimento.

Um conflito, uma luta para existir. O que é existir? Esse tema é o centro de toda a discussão para quem lê o livro ou vê o filme. A obra desmistifica o conceito de autor, de Deus de tudo que se faz, de originalidade. O que é existir? A conclusão fica a critério de cada um. Um filme como esse não é feito para dar respostas, mas sim para aumentar a dúvida. A busca é do espectador.

Artigos relacionados:

  Um Comentário para “Dica do Leitor: O Mundo de Sofia”

Comentários (1)
  1. Adorei esse filme! Muito bom.

 Escreva um comentário

(requerido)

(requerido)

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>